quinta-feira, 30 de abril de 2009

ELES NÃO SABEM PRONUCIAR WALLYSON



Rapaz, eu pensei que fosse um caso isolado. Mas, não é.

Ontem, acompanhando as transmissões dos jogos da Copa do Brasil, especialmente o jogo do Atlético Paranaense, ouvi como estão pronunciando o nome do atacante potiguar Wallyson. Wollyson.

O Atlétiico Paranaense venceu ao Corinthians por 3 a 2.

Wallyson marcou o primeiro gol do Atlético.

Um narrador antigo, famoso por cobrar dos companheiros diploma de jornalista insistia em falar Wollyson mesmo o repórter dizendo Wallyson.

Continuei incomodado, mudei de canal. Foi pior, a rede de televisão que muitos acham que deve ser o modelo a ser seguido, também estava o chamando de Wollyson, no intervalo das partidas.

Gente, Rede de Televisão nenhuma é dona de pronúncia de nome de ninguém.

Primeiro, essas redes de emissoras, não conhecem a origem desse nome e segundo, elas deveriam lembrar que nós somos colônia de Portugal, cujo país, fala Português.

Interessante que todo o mundo no Brasil escuta essa pronúncia descabida e passam a chamar da forma que “os grandes e inteligentes” pronunciaram.

Eu acho que, o jogador deveria convocar uma entrevista coletiva e esclarecer a pronúncia do seu nome.

Wallyson é um jogador de futebol. Nasceu em Macaíba, que um dia uma revista de grande circulação no país a chamou de atrasada em desenvolvimento.

Profissionalmente no RN, ele só jogou no Potiguar de Parnamirim e ABC.

terça-feira, 28 de abril de 2009

FLÁVIO ROBERTO APITA O CLÁSSICO


A Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol do Rio Grande do Norte sorteou hoje o árbitro do jogo amistoso da próxima sexta-feira entre ABC e América, no Machadão.

Será Flávio Roberto Sales de Lima. Ele vai apitar o clássico maior do Futebol Potiguar pela primeira vez em 14 anos de arbitragem. Parabéns, Flávio Roberto, você merece.
UM CAMPEONATO SEM ÁRBITRO DE FORA

Hoje à tarde a comissão de arbitragem de futebol do Rio Grande do Norte deve sortear o árbitro que vai apitar a partida final do Campeonato Estadual de Futebol.

Até agora não foi feito nenhum pedido de arbitragem de fora. Os 88 jogos já realizados foram apitados por árbitros do quadro local.

O último campeonato que não teve a presença de árbitros de fora foi o de 1998.

Nesse ano, foram 60 jogos, todos arbitrados pelos árbitros da comissão local.

Veja quem apitou os clássicos ABC x América de 1998:

08/03: América 0x2 ABC (Alberto Batista de Carvalho)
05/04: ABC 0x3 América (Jonaldo Batista de Medeiros)
03/05: ABC 3x3 América (Alberto Batista de Carvalho)
30/05: América 2x0 ABC (Alberto Batista de Carvalho)

Nos dez campeonatos seguintes teve arbitragem de fora.

Não vejo nenhum problema na arbitragem local.

Assim como não vejo o Futebol Potiguar acima da arbitragem, então, árbitros daqui apitando o futebol daqui.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

BISMARCK É O CARA NO FORTALEZA


Descoberto por Diá numa Copa da SEL defendendo a Seleção da Cidade da Esperança, Bismarck está jogando uma bola redondinha no Fortaleza.

O garoto do Passo da Pátria tem 18 anos e até poucos dias atrás era reserva.

Recentemente eu ouvi uma entrevista do Mirandinha, técnico do Fortaleza, numa rádio de cearense, quando indagado de não colocar o Bismarck para jogar ele disse para o meio de campo eu tenho jogadores mais experientes como: Rodrigo Mendes, Cleisson (o que esteve no América) e Sidney por isso eu não estou utilizando como titular.

Depois dessa entrevista o cara o colocou para jogar. Ele foi destaque contra o Paraná pela Copa do Brasil no empate de 1 a 1 em Curitiba.

Ontem, no clássico contra o Ceará, simplesmente ele jogou mais que todo o mundo. No primeiro gol do Fortaleza, ele arriscou de fora da área, no rebote do goleiro, Vanderlei marcou.

O Fortaleza venceu de 2 a 1.

Eu só tenho uma coisa a dizer. Ele vai longe!

WALLYSON TEM OUTRA PRONÚNCIA



Aquele apresentador de um programa de uma rede de televisão do Brasil, voltou a pronunciar o nome do atacante norte-rio-grandense Wallyson de forma errada.

Agora, ele o chamou de Wollyson. Talvez, entenda que a pronuncia é como a de Washington, o que não é. Pelo menos por aqui.

Wallyson participou dos dois gols do Atlético na derrota de 2 a 4 para o Coritiba. No primeiro deu o passe para Rafael Moura marcar e depois sofreu pênalti que Marcinho cobrou e converteu.

Em Tempo – Quando ele começou a aparecer no ABC, os “jornalistas” e “radialistas” o chamavam de Alyson. Em 2007, quando esse garoto já fazia sucesso no ABC, um velho jornalista de política ainda escrevia Alyson. Eu até aceito no início, mas depois não.

domingo, 26 de abril de 2009

Série D do Campeonato Brasileiro


A Quarta Divisão do Futebol Brasileiro já está conhecendo os seus integrantes. 15 estados já definiram os representantes da primeira edição da Série D.

Já são 28 os clubes classificados. No Rio Grande do Norte, o ASSU (foto) está muito próximo de conseguir esse feito depois da goleada em cima do Potyguar por 4 a 1.

O Paraná definiu até agora apenas um. Falta preencher a outra vaga. Veja quem já se classificou:

AP: Cristal
BA: Fluminense e Atlético de Alagoinhas
CE: Ferroviário
DF: Brasília
GO: Crac e Itumbiara
MA: Moto Clube
MT: Araguaia
MG: Uberaba, Uberlândia e Tupi
PA: São Raimundo
PR: Londrina
PE: Santa Cruz e Porto
RJ: Macaé, Bangu e Madureira
RS: Ypiranga, São José e Pelotas
SP: Mirassol, Paulista e Ituano
SC: Chapecoense e Brusque
TO: Tocantins

AS VAGAS QUE RESTAM

As 12 vagas que restam serão preenchidas por 12 estados. São cinco estados do Nordeste, que certamente sairá os adversários do representante do Rio Grande do Norte.

Está previsto para o início de maio a divulgação da tabela e do regulamento. Veja quais estados ainda falta preencher suas vagas:

AC: uma (do melhor colocado)
AL: uma (do melhor colocado)
AM: uma (do campeão estadual)
ES: uma (do campeão estadual)
MS: uma (do campeão estadual)
PB: uma (do campeão estadual, Sousa ou Treze)
PR: uma (do campeão ou melhor colocado, J Malucelli ou Nacional)
PI: uma (do campeão estadual)
RN: uma (do campeão estadual, ASSU ou Potyguar)
RO: uma (do campeão estadual)
RR: uma (do campeão estadual)
SE: uma (do campeão ou melhor colocado)

ASSU TEM O MELHOR ATAQUE DO ESTADUAL


Nas 22 partidas que disputou pelo o Estadual deste ano, o ASSU marcou 43 gols. A média é de 1,95 gol por jogo.

Todos os times que disputam o Estadual sofreram gols do Camaleão do Vale. O Independente foi quem menos sofreu. Um gol apenas.

O time do Vale do Açu fez gol em todos os seus jogos. Veja em quem o ASSU marcou os 43 gols.

09 gols: Potyguar
09 gols: Santa Cruz
06 gols: América
04 gols: Coríntians
04 gols: Baraúnas
03 gols: ABC
03 gols: Potiguar
02 gols: Alecrim
02 gols: Macau
01 gol: Independente

Os artilheiros do ASSU

09 gols: Leandro Mineiro
07 gols: Luciano Paraíba
06 gols: Pantera
06 gols: Marcelo Açu
03 gols: Geraílton
02 gols: Jéferson Carioca
02 gols: Adham
02 gols: Luís Carlos Arantes
02 gols: Alysson
01 gol: Pedro
01 gol: Lano
01 gol: Allan
01 gol: Somália

Os melhores ataques da história do Estadual

Contando desde 1974, o ABC tem a maior marca da história dos campeonatos estaduais do Rio Grande do Norte.

Em 1983, o Alvinegro Natalense (foto) marcou 112 gols nos seus 43 jogos. A média foi de 2,60 gols por partida. Veja os melhores ataques dos estaduais:

112 gols: ABC (1983)
084 gols: ABC (1994)
080 gols: ABC (1984)
079 gols: América (1988)
079 gols: América (1997)
073 gols: América (1983)
071 gols: ABC (1993)
067 gols: Coríntians (2001)
066 gols: América (1994)
065 gols: América (1978)
065 gols: Alecrim (1983)

GOLEADAS NA FINAL DO ESTADUAL


ASSU 4x1 Potyguar. Esse foi o resultado do primeiro jogo do Estadual deste ano.

Antes de 2009. Contando desde 1974, quando foi oficializado como Campeonato Estadual, só dois times haviam goleado no primeiro jogo da Final do Campeonato.

Potiguar de Mossoró e ABC.

Ambos foram campeões.

Em 2004, o Potiguar de Mossoró fez 4 a 0 no América. O time natalense ficou na obrigação de vencer por quatro gols ou mais para se tornar campeão.

Em Natal, venceu apenas de 1 a 0.

Em 2005, o América voltou a ser vítima. Perdeu a primeira partida da Final para o ABC por 3 a 0.

No jogo de volta, o ABC venceu novamente por 2 a 1.

E agora, o ASSU derrotou o Potyguar por 4 a 1.

Resta ao Potyguar vencer o Camaleão por diferença igual ou superior a três gols para ser campeão. É difícil.

Os resultados dos times que venceram de goleada no primeiro jogo da Final. Veja:

2004

Jogo de ida: Potiguar 4x0 América
Jogo de volta: América 1x0 Potiguar

2005

Jogo de ida: América 0x3 ABC
Jogo de volta: ABC 2x1 América

2009

Jogo de ida: ASSU 4x1 Potyguar
Jogo de volta: Potyguar ?x? ASSU

sábado, 25 de abril de 2009

CONFRONTOS DE ASSU X POTYGUAR

Nada melhor que uma decisão para saber quem vence mais num confronto. O duelo de hoje já aconteceu sete vezes e está empatado. Tanto o ASSU quanto o Potyguar tem três vitórias nos duelos que travam desde 2002. Confira os confrontos entre ambos:

09/03/2002: Potyguar 3x2 ASSU
Gols: Oliveira, Paulo César e Cabelinho para o Potyguar; Marcelo Açu e Manoel
Árbitro: não disponível
Renda: R$ não disponível
Público: não disponível
Local: Estádio Bezerrão (Currais Novos)

07/04/2002: ASSU 4x0 Potyguar
Gols: Marcelo Açu (2), Miro e Manoel
Árbitro: não disponível
Renda: R$ não disponível
Público: não disponível
Local: Estádio Edgarzão (Açu)

01/02/2006: Potyguar 0x0 ASSU
Árbitro: Suélson Diógenes de França Medeiros
Renda: R$ 5.700,00
Público: 876
Local: Estádio Bezerrão (Currais Novos)

02/03/2008: Potyguar 3x2 ASSU
Gols: Ângelo (2) e Nino Potiguar para o Potyguar; Carlinhos (2) para o ASSU
Árbitro: Reginaldo Gomes da Silva
Renda: R$ 1.640,00
Público: 228
Local: Estádio Bezerrão (Currais Novos)

22/01/2009: ASSU 1x0 Potyguar
Gol: Luciano Paraíba
Árbitro: José Valdo Caetano
Renda: R$ 6.415,00
Público: 729
Local: Estádio Edgarzão (Açu)

15/03/2009: Potyguar 3x2 ASSU
Gols: Thiago (2) e Gil Paraíba para o Potyguar; Luciano Paraíba e Allan para o ASSU
Árbitro: Lenílson de Lima
Renda: R$ 9.474,00
Público: 1.052
Local: Estádio Bezerrão (Currais Novos)

15/04/2009: ASSU 2x1 Potyguar
Gols: Leandro Mineiro e Jéferson Carioca para o ASSU; Leandro Macaxeira para o Potyguar
Árbitro: Leandro Saraiva Dantas de Oliveira
Renda: R$ 1.265,00
Público: 166
Local: Estádio Edgarzão (Açu)

Resumo de confrontos

Total de jogos: 07
Vitórias do ASSU: 03
Vitórias do Potyguar: 03
Empates: 01
Gols do ASSU: 13
Gols do Potyguar: 10
Saldo pro ASSU: 03

Artilheiros do ASSU

03 gols: Marcelo Açu
02 gols: Manoel
02 gols: Carlinhos
02 gols: Luciano Paraíba
01 gol: Miro
01 gol: Allan
01 gol: Leandro Mineiro
01 gol: Jéferson Carioca

Artilheiros do Potyguar

02 gols: Ângelo
02 gols: Thiago
01 gol: Oliveira
01 gol: Paulo César
01 gol: Cabelinho
01 gol: Nino Potiguar
01 gol: Gil Paraíba
01 gol: Leandro Macaxeira

Resumo de renda e público

Total de renda: R$ 24.499,00
Jogos como base: 05
Média por jogo: R$ 4.900,00

Total de público: 3.051
Jogos como base: 05
Média por jogo: 610

AS CAMPANHAS DE ASSU E POTYGUAR








A trajetória dos finalistas é parecida. O único detalhe é que o Potyguar tem a vantagem de jogar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols para se tornar campeão estadual pela primeira vez na sua história.

O ASSU tem dois pontos a menos, mas venceu o mesmo número de jogos do adversário. Para ser campeão precisa vencer um jogo e empatar o outro ou vencer uma partida e perder a outra por um gol a menos de diferença.

Veja os números da campanha de cada um:

ASSU

Pontos: 37
Jogos: 21
Vitórias: 11
Empates: 04
Derrotas: 06
Aproveitamento: 58,73%
Gols pró: 39
Gols contra: 28
Saldo pró: 11

Artilheiros

09 gols: Leandro Mineiro
05 gols: Pantera
05 gols: Luciano Paraíba
05 gols: Marcelo Açu
03 gols: Geraílton
02 gols: Jéferson Carioca
02 gols: Adham
02 gols: Luís Carlos Arantes
02 gols: Alysson
01 gol: Pedro
01 gol: Lano
01 gol: Allan
01 gol: Somália

Resumo de renda e público

Total de renda: R$ 89.869,50
Jogos em computados: 10,5
Média por jogo: R$ 8.559,00

Total de público: 8.225
Jogos em computados: 10,5
Média por jogo: 783

POTYGUAR

Pontos: 39
Jogos: 21
Vitórias: 11
Empates: 06
Derrotas: 04
Aproveitamento: 61,90%
Gols pró: 34
Gols contra: 22
Saldo pró: 12

Artilheiros

09 gols: Quirino
05 gols: Thiago
05 gols: Carlinhos
04 gols: Gil Paraíba
03 gols: Leandro Macaxeira
02 gols: Roquete
02 gols: Roberto Goiano
02 gols: Everaldo
01 gol: Elian
01 gol: Gil Pernambucano

Resumo de renda e público

Total de renda: R$ 110.532,50
Jogos computados: 11,5
Média por jogo: R$ 9.611,00

Total de público: 10.883
Jogos em computados: 11,5
Média por jogo: 946

CURIOSIDADES DOS DOIS

O ASSU perdeu para quatro adversários. ABC, Potyguar, Baraúnas e Santa Cruz.

O Potyguar perdeu para dois adversários. ASSU e ABC.

O ASSU só não venceu dois times. ABC (perdeu os três jogos) e Macau (empatou).

Já o Potyguar só não venceu os mossoroenses. Empatou os três jogos com o Baraúnas e empatou com o Potiguar no Primeiro Turno.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

ABC FICA NA 23ª POSIÇÃO


Depois de concluída a Segunda Fase da Copa do Brasil, apresento os números finais da participação do ABC.

O Alvinegro Potiguar teve a melhor colocação dos três participantes do Rio Grande do Norte.

Ficou em 23º lugar entre os 64 participantes. Veja o desempenho do Mais Querido:

Posição: 23ª
Pontos: 05
Jogos: 04
Vitórias: 01
Empates: 02
Derrotas: 01
Aproveitamento: 41,67%
Gols pró: 08
Gols contra: 06
Saldo pro: 02

Artilheiros

03 gols: Gabriel
02 gols: Gaúcho
01 gol: Erandir
01 gol: Paulinho Macaíba
01 gol: Sandro

Resumo de renda e público

Total de renda bruta: R$ 161.890,00
Jogos como mandante: 02
Média por jogo: R$ 80.945,00

Total de renda líquida: R$ 95.405,65
Jogos como mandante: 02
Média por jogo: 47.702,82

Total de público pagante: 10.964
Jogos como mandante: 02
Média por jogo: 5.482

NÚMEROS EXCLUSIVOS DO ESTADUAL 2009


De forma oficial, apresento um resumo dos principais números do Campeonato Estadual de Futebol deste ano.

Esses números são baseados nos dados das súmulas, borderôs e informações divulgadas pela FNF.

Até agora foram disputados 86 jogos com renda e público. Nessas partidas foram arrecadados quase um milhão e setecentos mil reais.

O total de público chega a quase 150 mil pagantes nas 86 partidas.

A média hoje é de 1.689 pagantes por jogo. Essa média é superior a do ano passado.

Como as duas partidas da Final vão ser disputadas em estádios pequenos, a média final deve girar em torno de 1.730 pagantes por jogo. Veja os números do Estadual:

Resumo de gols e jogos

Gols: 247
Jogos: 87
Média: 2,84

Principais artilheiros

15 gols: Lúcio Curió (América)
10 gols: Maurício Pantera (Baraúnas)
10 gols: Helinho (Potiguar/América)
09 gols: Quirino (Potyguar)
09 gols: Leandro Mineiro (ASSU)
08 gols: Paulinho Macaíba (ABC)
08 gols: Kel (Santa Cruz)

Resumo de renda e público

Total de renda bruta: R$ 1.686.540,50
Jogos computados: 86
Média por jogo: R$ 19.611,00

Total de público pagante: 145.290
Jogos computados: 86
Média por jogo: 1.689

Médias de público desde 2003

Veja um retrospecto de média de público desde 2003 e observe que mesmo no ano que a Final é disputada por times do interior ela não fica inferior a dos anos posteriores.

Quer dizer, não é preciso ter um time da capital na Final para o campeonato ter uma média considerada melhor. Confira:

2003: 1.273 pagantes
2004: 1.926 pagantes
2005: 2.182 pagantes
2006: 2.150 pagantes
2007: 1.774 pagantes
2008: 1.755 pagantes
2009: 1.689 pagantes

OS POTIGUARES NA COPA DO BRASIL


Pelo menos cinco atletas norte-rio-grandenses são destaques em equipes que ainda disputam a Copa do Brasil deste ano.

Veja quais são:

Wallysson

Ex-ABC, atualmente defende o Atlético Paranaense. Já marcou dois gols, ambos diante do ex-clube.

Marciano

Também jogou no ABC. Defende o CSA, que ontem eliminou o Santos em pleno Estádio Vila Belmiro.

Thiago Potiguar

Atacante muito conhecido da torcida abecista. Defende o CSA e já marcou três gols.

Bam-Bam

Esse não deve ficar mais que este ano no Fortaleza. Atua pelo Fortaleza. Marcou o gol da classificação contra o Paraná, ontem. 1 a 1 foi o placar. Ele não atuou em equipes do RN.

Bismarck

Esse garoto (foto) do Passo da Pátria era banco por injustiça. Ontem Mirandinha acordou e o colocou para jogar. Também não atuou em times do RN.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

AGORA, FUTEBOL É NO RÁDIO FM


Quando criança em Angicos ouvia futebol através de Rádio AM (só pegava Rádio AM mesmo!).

Imaginava como tudo funcionava. Só vi saber em 1997 quando fui trabalhar na Rádio Rural de Natal. Getúlio Medeiros foi quem me dei a primeira chance.

Nessa época em Natal eram quatro rádios AM transmitindo futebol. Rural, CBN, Poty e Cabugi.

Nenhuma FM.

Hoje, as coisas mudaram de freqüência.

AM, só a Globo (com resenhas e transmissões) e a CBN (só transmissão).

Agora, a moda é FM transmitindo futebol, muitos acham, pega limpinho, no celular...
São cinco FMs com equipe esportiva. A última a aderir a moda foi a 95 de propriedade da família da prefeita de Natal, Micarla de Sousa.

Essa equipe terá um dos mais conhecidos comunicadores de rádio AM do Rio Grande do Norte, Hélio Câmara.

Equipe das Rádios AMs

Globo


Marcos Lopes
Emerson Amaral
Ricardo Silva
Marco Lira
Francisco Inácio
Santos Neto
César Virgílio
José Lira

CBN

Glauber Nascimento
Ana Paula Davim
Alexandre Oton

Equipe das Rádios FMs

98

Jorge Aldir
Fábio Oliveira
Sérgio Morango
Gabriel Negreiros
Dionísio Outeda
Eddie Oliveira

95

Hélio Câmara
Ivan Nunes
José Carlos Oliveira
Sílvio José
Marco Aurélio
Ítalo Ânderson
Getúlio Medeiros

OBS: Está previsto para fazer a estréia no dia 1º de maio com o jogo amistoso ABC x América.

102,1

Iran César
Humberto de Souza
João Vicente
Mara Martins
Renato Saldanha
Antônio Lisboa

OBS: Essa rádio tem um programa diário do ABC com Levi Araújo, Luís Henrique e Emílson Tavares.

87,9

Edivaldo Pereira
Aquino Neto (o vereador)
Marco Antônio Olímpico
José Jorge
Hélio Lopes
Jaime Dantas
Laurindo Vieira

93

Batista da Fonseca
Toinho Gomes
Marcos Josuá
Araújo Rodrigues
Severo Santana
Wallin Dantas
Ricardo Maia

Confesso que escuto todas, mas gosto mais das rádios AMs. Não vai sair de moda nunca!

HOJE, EU ACREDITO NO ABC


Muitos não lembram nada da história do Futebol Potiguar e quando lembram se equivocam.

Diante disso, volto a dizer, que o ABC já deu sufoco em time grande. Se é que o Atlético Paranaense é grande.

Em 1994, o Vasco passou um sufoco danado. Quando o ABC vencia de 1 a 0 em São Januário, o árbitro deu um pênalti para os cariocas empatarem.

Quem não lembra do ABC diante do Grêmio em 1999? Perdeu em casa por 1 a 2.

Em Porto Alegre, chegou a fazer 2 a 0. Os gaúchos empataram, Róbson voltou a marcar, sendo o terceiro dele.

Isso por volta dos 40 do segundo tempo. O ABC vencia por 3 a 2. Apagaram as luzes do estádio, esfriaram o jogo.

Na volta às claras, o Grêmio empatou e fim de jogo.

Em 2000, venceu o Vitória da Bahia aqui e em Salvador. Time de Primeira Divisão.

O Goiás foi eliminado no mesmo ano pelo Alvinegro Potiguar.

E fechando aquela campanha memorável deu trabalho ao Palmeiras de São Paulo. Sendo eliminado com dois empates e terminando em 9º lugar de forma invicta.

Quem conhece a história do Futebol Potiguar acredita.

E é por isso que eu acredito.

terça-feira, 21 de abril de 2009

A FORÇA DO INTERIOR OUTRA VEZ


Desde 1974 que oficialmente o interior participa do Campeonato Estadual do Rio Grande do Norte.

Primeiro com o Potiguar de Mossoró. Depois vieram Baraúnas e Potyguar.

São poucas as conquistas. Um turno aqui outro ali. É assim a rotina dos interioranos.

Na década de 1980, o Baraúnas foi vice-estadual duas vezes. Em 1981 e 1987.

No ano de 1997, o Potiguar de Mossoró ficou com o vice-campeonato.

Em 2000, o São Gonçalo tornou-se uma potência. Quase complicou a vida de ABC e América. Foi terceiro colocado.

Já o Coríntians de Caicó (foto) montou um grande elenco e ficou com a taça de campeão no ano de 2001, numa Final com o América.

No ano seguinte chegou a Final novamente, mas perdeu para o América.

Em 2003, o interior voltou a decidir o Estadual. O América venceu ao São Gonçalo.

O Potiguar de Mossoró depois de trinta anos de disputas tornou-se campeão estadual vencendo ao América na Final. Isso em 2004.

O Baraúnas conquistou o título de 2006 numa Final com o Potiguar de Mossoró.

No ano passado, o Potiguar de Mossoró decidiu o campeonato com o ABC, mas perdeu.

Mas, este ano o título voltou para o interior. Potyguar e ASSU decidirão a competição.

Resumo de campeões interioranos

2001: Coríntians de Caicó
2004: Potiguar de Mossoró
2006: Baraúnas
2009: Potyguar ou ASSU

Resumo de vices-campeões interioranos

1981: Baraúnas
1987: Baraúnas
1997: Potiguar de Mossoró
2002: Coríntians de Caicó
2003: São Gonçalo
2006: Potiguar de Mossoró
2008: Potiguar de Mossoró
2009: Potyguar ou ASSU

segunda-feira, 20 de abril de 2009

OUTRA VEZ O INTERIOR É CAMPEÃO


ABC 0x1 Potyguar.

Gol de Thiago.

Potyguar é campeão do Segundo Turno.

Quando eu escrevi neste Blog que continuava acreditando no interior, recebi várias críticas.

Houve quem afirmasse que a Final do Segundo Turno seria entre ABC e América.

ASSU campeão do Primeiro Turno.

Potyguar campeão do Segundo Turno.

Interior campeão do Estadual 2009.

ASSU e Potyguar participarão da Copa do Brasil de 2010.

Uma pergunta. Aquele jogo em Açu, ASSU 2x1 Potyguar decidiu o quê? Valeu o quê?

Ficaram sabendo que esse jogo não valeu nada. Que o ASSU podia perder de 10 a 0, que não alteraria em nada.

domingo, 19 de abril de 2009

ABC E POTYGUAR SE ENFRENTAM DESDE 1976


O confronto da Final do Segundo Turno vem desde 1976.

No dia 28 de março daquele ano aconteceu o primeiro jogo em Currais Novos.

O ABC vencia por 1 a 0 até aos 30 minutos do segundo tempo, quando um torcedor disparou uma arma contra outro torcedor que venho a óbito.

O árbitro Afrânio Messias encerrou a partida. Outro jogo foi marcado para a capital e o ABC obteve a primeira vitória no dia 04 de abril por 2 a 0.

Os gols foram de Noé Soares e Vágner ex-zagueiro do Corinthians Paulista. São 34 vitórias do ABC, apenas três do Potyguar e três empates. O ABC é favorito. Veja o resumo:

Total de jogos: 40
Vitórias do ABC: 34
Vitórias do Potyguar: 03
Diferença para o ABC: 31
Empates: 03
Gols do ABC: 98
Gols do Potyguar: 22

Principais artilheiros do confronto

08 gols: Noé Soares (ABC)
08 gols: Marinho Apolônio (ABC)
07 gols: Juarez (ABC)
05 gols: Silva (ABC)

sexta-feira, 17 de abril de 2009

OS MENORES PÚBLICOS DO ESTADUAL 2009


De forma exclusiva e oficial informo os menores públicos do Campeonato Estadual deste ano.

Infelizmente, o Rio Grande do Norte tem poucos torcedores só dos clubes daqui.

Existem uns manés (são muitos) que dizem: primeiro eu torço pelo o Flamengo, Vasco, Palmeiras, Corinthians... depois eu sou ABC, América, Alecrim, Baraúnas, Potiguar...

O povo de lá torce pelos de lá. A gente torce pelos daqui. Pelo amor de Deus!

Diante disso, sempre vão existir esses públicos irrisórios.

Veja os menores públicos deste ano:

025 pagantes: Macau 1x4 Potiguar (Valter Bichão)
037 pagantes: Alecrim 1x1 Macau (Frasqueirão)
051 pagantes: América 3x0 Baraúnas (Machadão)
093 pagantes: Independente 2x1 Macau (Marizão)
144 pagantes: Independente 0x2 Alecrim (Marizão)
145 pagantes: Independente 0x0 Baraúnas (Marizão)
166 pagantes: ASSU 2x1 Potyguar (Edgarzão)
209 pagantes: Alecrim 0x2 ASSU (Machadão)

Menor público do Macahdão

Recebi alguns e-mails pedindo que informasse o menor público da história do Castelo/ Machadão. Segue:

Foi registrado em 18 de novembro de 1995. ABC 2x1 Emserv. 13 pagantes para 26 reais de renda. Que coisa!

Esse jogo aconteceu oito dias depois da eliminação do Mais Querido da Série C pelo Gama, quando na oportunidade, o Macahdão recebeu um público presente de quase 30 mil torcedores.

Pagante só 12.643. Coisas de Nilson Gomes & cia.

A torcida protestou, certamente. O time do ABC era composto por reservas e juniores. Essa partida foi válida pelo Torneio Assis de Paula.

Em tempo: nenhuma rádio de Natal transmitiu esse jogo. Estavam prestigiando a Série A do Brasileirão com cadeias de rádio do Rio. Foi uma beleza!

quinta-feira, 16 de abril de 2009

O MENOR PÚBLICO DO AMÉRICA FOI EM 1995


O América venceu na noite desta quinta-feira o Baraúnas por 3 a 0. Lúcio Curió (2) e Sandro Hiroshi marcaram os gols da vitória Alvirrubra.

A renda somou R$ 660,00 para um público pagante de 51 torcedores.

Ouvi os mais antigos falarem que esse era o menor público da história dos jogos do América em campeonatos estaduais.

Isso é a prova cabal (completa) de quem não sabe absolutamente nada da história do Futebol Potiguar.

Me oborreci de ouvir, nem ia postar isso, mas resolvi antes de ler colunas esportivas de quem também não lembra de nada.

Está registrado na história e eu resgatei dela. No dia 05 de julho de 1995, uma quarta-feira, o América venceu a Emserv por 1 a 0, gol de Naldo.

Lembra do público? Não, mas devia, principalmente os bons comunicadores.

Apenas 42 pagantes. Sim, no Estádio Machadão (foto com a torcida do América, não nesse jogo). Interessante que o América estava muito bem na competição.

Agora, saiba de outros públicos pequenos do América:

42 pagantes: América 1x0 Emserv (1995)
51 pagantes: América 3x0 Baraúnas (2009)
85 pagantes: América 0x0 Vênus (1995)
89 pagantes: América 3x1 Alecrim (1995)

Em tempo: Se você ouvir ou ler algo sobre esses públicos pode ter certeza, partiu deste Blog. Outra coisa, esse não foi o menor público do Macahdão, não. Isso também eles não sabem.


ÁRBITRO DA FINAL APITOU OITO VEZES


O árbitro sorteado para apitar a Final do Segundo Turno do Estadual entre ABC e Potyguar foi Lenílson de Lima.

O macaibense ganhou o sorteio do angolano Paulo Jorge Rodrigues Brandão Figueira.

Lenílson apitou oito vezes no atual Estadual.

Foram cinco jogos no Primeiro Turno e apenas três no Segundo Turno. Saiba quais jogos ele apitou:

22/001/2009: Santa Cruz 1x0 ABC
28/001/2009: ABC 2x1 ASSU
07/02/2009: América 1x1 Santa Cruz
15/02/2009: Alecrim 2x3 Potiguar
21/02/2009: ASSU 1x1 Baraúnas
15/03/2009: Potyguar 3x2 ASSU
28/03/2009: Potyguar 1x1 América
02/04/2009: América 2x2 ABC

QUEM MAIS TREINOU NO ESTADUAL



Os onze clubes do Rio Grande do Norte que disputam o Estadual deste ano usaram 22 treinadores.

O América foi o que mais usou. Quatro no total.

Marcelo Vilar, Tita, Vereador e Luís Carlos Martins Júnior, esse assinou a súmula no jogo de domingo passado contra o ASSU.

Desses 22 profissionais, Neto Matias e Heriberto da Cunha (foto) estão desde o início da competição e orientou seus clubes em todos os jogos que disputaram.

Veja quem mais treinou neste Estadual:

20 partidas: Heriberto da Cunha (ABC)
20 partidas: Neto Matias (Potyguar)
18 partidas: Maurício Rodrigues (Santa Crruz e ASSU)
13 partidas: Miluir Macedo (Potiguar e Baraúnas)
12 partidas: Hugo Sales (ASSU)
11 partidas: Baltazar Germano (Coríntians e Macau)

ABC OU POTYGUAR FICA COM A VANTAGEM

O campeão do Segundo Turno terá a vantagem de jogar por dois empates na decisão do Estadual deste ano.

Como também assegura o direito de jogar a segunda partida em seus domínios.

Os resultados de ontem determinaram isso. ABC e Potyguar decidem o Segundo Turno em um jogo, a ser disputado no Frasqueirão, estádio do ABC.

ABC 3x2 Santa Cruz
ASSU 2x1 Potyguar

Hoje, o ABC tem 40 pontos, sendo campeão fica com mais pontos que o ASSU que tem 37 pontos.

Já o Potyguar tem 36 pontos, mas se for campeão do Segundo Turno alcançará 39, superando também o Camaleão do Vale.

Vaga para a Série D indefinida

Ainda está indefinido o representante do nosso estado para a Série D do Campeonato Brasileiro.

Se o ABC for campeão do Segundo Turno, a vaga fica com o ASSU.

Se o campeão do Segundo Turno for o Potyguar, a vaga será do campeão estadual. Nesse caso do ASSU ou Potyguar, que farão a Final do campeonato.



quarta-feira, 15 de abril de 2009

VANTAGEM DECIDIDA NA DISCIPLINA




ABC e Potyguar podem terminar a Primeira Fase do Segundo Turno empatados nos três primeiros critérios.

Se isso acontecer, os dois próximos critérios são referentes a disciplina.

O primeiro critério da disciplina é o menor número de cartões vermelhos e o segundo, menor número de cartões amarelos. Veja um exemplo de como o mando pode ir para o critério disciplina:

Vitória do ABC por 4 a 2
Vitória do Potyguar por 1 a 0.

Ambos ficam com 21 pontos,
Ambos ficam com 6 vitórias,
Ambos com saldo de 9 gols,
Ambos ficam com 19 gols pró.

A DISCIPLINA SEGUNDO TURNO

Nesse turno foram distribuídos quase 158 cartões amarelos. O Santa Cruz levou 37 cartões, sendo o mais punido. ABC e América, os menos punidos, cada um levou 15 amarelos. Confira o quadro:

37 cartões: Santa Cruz
35 cartões: ASSU
30 cartões: Potyguar
20 cartões: Baraúnas
18 cartões: América
18 cartões: ABC

Resumo

Total: 158
Jogos: 27
Média: 5,85

No tocante a expulsões nesse turno, o ASSU levou seis cartões vermelhos. Baraúnas e Potyguar não tiveram jogadores expulsos. Veja o quadro:

06 cartões: ASSU
05 cartões: América
04 cartões: Santa Cruz
01 cartão: ABC
00 cartão: Baraúnas
00 cartão: Potyguar

Resumo

Total: 16
Jogos: 27
Média: 0,59

Os jogadores que foram expulsos

Pantera do ASSU (Santa Cruz 0x3 ASSU)
Pantera do ASSU (ASSU 3x4 Santa Cruz)
Pedro do ASSU (América 1x2 ASSU)
Alysson do ASSU (América 1x2 ASSU)
Allan do ASSU (ASSU 3x4 Santa Cruz)
Bruno Açuense do ASSU, no jogo ASSU 2x1 América
Torona do América, no jogo ASSU 2x1 América
Diego do América, no jogo América 1x4 Potyguar
Dude do América, no jogo América 1x2 ASSU
Adalberto do América, no jogo América 1x2 ASSU
Lúcio Curió do América, no jogo América 1x2 ASSU
Rodrigo do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 0x2 América
Odair do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 3x0 Baraúnas
Ívisson do Santa Cruz, no jogo ASSU 3x4 Santa Cruz
Geriel do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 0x1 Potyguar
Simão do ABC, no jogo ASSU 1x2 ABC

ASSU X POTYGUAR NÃO DECIDE VAGA




Conversei ontem com o presidente da FNF, José Vanildo, sobre o que diz o regulamento para a escolha da vaga da Série D.

Ele falou que se o ASSU não for campeão estadual, a vaga é de quem tiver mais pontos nos dois turnos. O que eu não concordo.

Assim, esse jogo vale a vaga. Mas, se o ASSU for campeão, ele terá o direito.

Na minha opinião, em todo lugar do mundo, o vice-campeão é maior que qualquer terceiro colocado, mesmo tendo mais pontos, no caso, o terceiro.

Em 1996, a Portuguesa foi vice-campeã do Campeonato Brasileiro.

Em todo o campeonato ela somou 46 pontos, mas foi vice. Se o Grêmio desistisse da Libertadores, a CBF teria colocado ela no seu lugar e não o Cruzeiro que conquistou 47 pontos, ficando numa posição inferior, mais com um número maior de pontos.

Eu continuo dizendo, ao ASSU esse jogo de hoje não interessa. O Camaleão precisa se concentrar para a Final do Estadual, seja com o ABC ou Potyguar.

terça-feira, 14 de abril de 2009





A VAGA SERÁ DO VICE-CAMPEÃO

Diante do que venho escutando, lendo e vendo, tenho a obrigação de fazer um esclarecimento.

Se o ABC conquistar o Segundo Turno do Estadual, o ASSU terá direito de ser o representante do nosso estado na Série D. Isso de acordo com o regulamento da competição.

Os mal preparados para falar, escrever e tentar mostrar a realidade nada sabem.

Dizem que para se conhecer o dono da vaga é preciso usar o critério índice técnico. O que é isso? Alguém sabe explicar?

Hoje, o Potyguar tem 36 pontos e o ASSU 34 pontos.

Eles dizem, os fracos de voz bonita, se o ASSU perder, o Potyguar ficará com a vaga independentemente da Final.

Por que passa a somar 39 pontos contra os 34 do ASSU.

Ledo engano. O regulamento diz que será obedecida a contagem de pontos de todo o campeonato se não for campeão o vice. Ora, se o ASSU perder continua com os 34 e o Potyguar vai a 39.

Dessa foram como os despreparados acham, o ASSU não teria chance de conquistar a vaga.

Se ABC e Potyguar decidirem o Segundo Turno e o ABC conquistar o turno vencendo?

O ASSU continuaria com 34 pontos e o Potyguar iria 39. De quem seria a vaga?

Os mal comunicadores e interpretadores de regulamento diriam, do Potyguar.

Final do Estadual, seria, nesse exemplo entre ABC e ASSU. O ASSU é campeão com uma vitória e um empate.

Com quantos pontos o ASSU ficaria? 38. De quem seria a vaga? Do ASSU campeão estadual de 2009.

Alguma dúvida?

Quem fez mais pontos? Quem tem o melhor índice técnico? O Potyguar.

Mas, a vaga é de quem? Do ASSU.

Quer dizer, se for campeão e tiver menos pontos, a vaga é do ASSU.

Mas, se for vice com menos pontos, a vaga é do terceiro colocado por que tem mais pontos. Isso não existe!

Se alguém pensa assim, está retroagindo.

Outra coisa, não é preciso o ASSU vencer o Potyguar para conquistar essa vaga como estão afirmando. Pode perder de 10 a 0 amanhã e o Potyguar fazer 45 pontos em todo o campeonato.

Ao ASSU basta um empate e uma vitória na Final do Estadual e ficar 38 pontos para ter esse direito. Ou não?

Era isso.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

POTIGUARES PELO O BRASIL

Descobri alguns jogadores nascidos no Rio Grande do Norte que estão atuando em outros estados.

Destaque para Fábio Silva ex-ABC, que está jogando pelo Central de Caruaru. O atacante de Ceará-Mirim é o principal artilheiro do Estadual Pernambucano com 16 gols.

Pequeno ex-Alecrim é destaque no Joinville, onde é titular e já marcou oito gols. Veja outros destaques:

Fábio Silva

Joga pelo Central de Caruaru. É ao lado de Marcelo Ramos do Santa Cruz artilheiro do Campeonato Pernambucano com 16 gols cada um.

Só no RN (ABC) ele não tem valor.

Lima

Joga no Joinville e já marcou 10 gols. Lima atuou no Alecrim com o nome de Pequeno. Passou pelo Goiás no ano passado atuando na Série A do Brasileirão.

Marciano

Atua pelo CSA. Este ano já marcou três gols. No ano passado foi campeão também atuando pelo CSA.

Thiago Potiguar

Outro ex-ABC que também joga pelo CSA. Na Copa do Brasil deste ano já marcou três gols. Já no Estadual não vai bem.

Marcinho

É natural de Carnaúba dos Dantas. Jogou no Coríntians de Caicó e no ano passado ajudou o Guarani de Campinas a subir para a Série B do Brasileirão.

Hoje, atua no São Caetano. Marcou apenas um gol no Paulistão 2009.

Washington

Revelado pelo São Gonçalo, clube extinto, hoje atua pelo Campinense. No Estadual deste ano marcou seis gols.

Bam-Bam

O jovem e bom atacante atua no Fortaleza. No atual Estadual Cearense marcou seis gols.

Bismarck

Esse garoto do Passo da Pátria é meia e defende o Fortaleza. Por ser muito novo, amarga a reserva do time treinado por Mirandinha.

O ASSU está mais perto da conquista


VAGA PARA A SÉRIE D É DO INTERIOR

ASSU ou Potyguar vai representar o nosso estado na primeira edição da Série D do Campeonato Brasileiro.

O ASSU conquistou o Primeiro Turno e o Potyguar vai disputar o Segundo Turno com o ABC. Se o ABC for o campeão desse turno, a vaga será do Camaleão do Vale.

O Potyguar só ficará com a vaga se vencer o Segundo Turno e o campeonato ou se o ASSU desistir de disputar a competição.

O tradicional América pode ficar na sexta colocação



AMÉRICA DEVE SER O 5º NO GERAL

A péssima campanha que vem realizando no Estadual deve custar ao América o quinto lugar na classificação geral do Campeonato Potiguar deste ano.
Se perder para o Baraúnas ficará em sexto lugar. Um desastre!

O clube da Rodrigues Alves venceu apenas seis partidas em 19 disputadas. Veja a classificação geral do Estadual:

37 pontos: ABC
36 pontos: Potyguar
34 pontos: ASSU
32 pontos: Santa Cruz
25 pontos: América
25 pontos: Baraúnas
17 pontos: Potiguar
06 pontos: Alecrim
05 pontos: Coríntians
04 pontos: Independente
04 pontos: Macau


AMÉRICA DE SER O 5º NO GERAL

A péssima campanha que vem realizando no Estadual deve custar ao América o quinto lugar na classificação geral do Campeonato Potiguar deste ano.

O clube da Rodrigues Alves venceu apenas seis partidas em 19 disputadas.

Vaga na Série D será do interior

ASSU ou Potyguar vai representar o nosso estado na primeira edição da Série D do Campeonato Brasileiro.

O ASSU conquistou o Primeiro Turno e o Potyguar vai disputar o Segundo Turno com o ABC. Se o ABC for o campeão desse turno, a vaga será do Camaleão do Vale. Veja a classificação geral do Estadual 2009:



O ABC deve mandar o jogo da Final

ABC DEVE TER A VANTAGEM

Depois dos resultados de ontem, o ABC deve mesmo conquistar o direito de disputar o Segundo Turno em casa e com o direito de jogar pelo o empate.

Resultados da 9ª rodada

ABC 4x0 Baraúnas
Santa Cruz 0x1 Potyguar
ASSU 2x1 América

Esses números deixam o ABC a uma vitória simples diante do Santa Cruz no Frasqueirão. Desde que o Potyguar não vença o ASSU, em Açu.

Se os dois jogos terminarem empatados, o Potyguar manda o jogo da Final e com direito do empate para ser campeão do Segundo Turno.

Se ambos vencerem. Se for pela mesma diferença de gols dar Potyguar.

Se o Potyguar vencer por diferença de um gol (1 a 0) e o ABC por dois (até 3 a 1) ainda dar Potyguar.

MANDO DE CAMPO POR DISCIPLINA

O mando de campo da Final pode ser decidido no critério cartões amarelos e vermelhos.

O primeiro critério da disciplina é o menor número de cartões vermelhos e o segundo, menor número de cartões amarelos. Veja como o mando pode ir para o critério disciplina:

Vitória do ABC por 4 a 2
Vitória do Potyguar por 1 a 0.

Ambos ficam com 21 pontos,
Ambos ficam com 6 vitórias,
Ambos com saldo de 9 gols,
Ambos ficam com 19 gols pró.

Existe a possibilidade. Então, comece a contar os cartões de cada um, ou pesquisar neste Blog.

sábado, 11 de abril de 2009

O ABC domina retrospecto em seu estádio

O ABC ESTÁ INVICTO HÁ 17 JOGOS

Amanhã diante do Baraúnas às 16h30min, o ABC estará defendendo uma invencibilidade de 17 jogos em seu estádio.

A última derrota em seus domínios foi diante do Fortaleza por 1 a 4, no dia 23 de setembro do ano passado.

Dessas 17 partidas, o ABC saiu vencedor em 13 e empatou as outras.

Das 17 partidas, duas foram amistosas. Contra o Alecrim e diante de um selecionado da Cidade da Esperança.

Cinco jogos foram pela Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado, dois pela Copa do Brasil deste ano e oito pelo Campeonato Estadual do corrente ano. Confira a invencibilidade do Mais Querido em seu estádio:

03/10/2008: ABC 5x1 Gama (DF)
18/10/2008: ABC 2x1 São Caetano (SP)
08/11/2008: ABC 3x0 Barueri (SP)
15/11/2008: ABC 1x1 Marília (SP)
22/11/2008: ABC 1x1 Ponte Preta (SP)
14/01/2009: ABC 12x0 Cidade da Esperança (RN)
17/01/2009: ABC 2x1 Alecrim (RN)
25/01/2009: ABC 4x0 Coríntians (RN)
28/01/2009: ABC 2x1 ASSU (RN)
04/02/2009: ABC 3x1 Potiguar de Mossoró (RN)
18/02/2009: ABC 2x1 Potyguar de Currais Novos (RN)
21/02/2009: ABC 1x0 Independente (RN)
08/03/2009: ABC 0x0 América (RN)
19/03/2009: ABC 4x0 Fast (AM)
22/03/2009: ABC 2x1 Potyguar (RN)
28/03/2009: ABC 3x1 ASSU (RN)
07/04/2009: ABC 2x2 Atlético (PR)

NA HISTÓRIA, APENAS 14 DERROTAS

O ABC já disputou quase 100 jogos no Estádio Frasqueirão. Desde a sua inauguração até agora, o Mais Querido de Natal perdeu apenas 14 jogos.

Essas 14 derrotas foram para 11 diferentes times.

Quem mais venceu o Alvinegro nos seus domínios foram Potiguar de Mossoró, América e ASSU cada um duas vezes.

Outras equipes do Rio Grande do Norte que o venceu foram: Potiguar de Parnamirim, Baraúnas e Alecrim.

As equipes de outros estados são: Flamengo do Rio, Nacional de Patos, Corinthians Paulista, Santo André do ABC Paulista e o Fortaleza.

Resumindo: o ABC perde em média um jogo a cada 7 disputados. Saiba de todas as derrotas do ABC no Frasqueirão:

10/03/2006: ABC 1x2 Potiguar-M (Estadual)
12/03/2006: ABC 1x2 Potiguar-P (Estadual)
22/03/2006: ABC 0x1 Flamengo (Copa do Brasil)
31/03/2006: ABC 1x2 Potiguar-M (Estadual)
10/06/2006: ABC 1x3 América (Copa RN)
18/03/2007: ABC 0x5 ASSU (Estadual)
24/06/2007: ABC 0x1 Nacional de Patos (Amistoso)
16/10/2007: ABC 1x5 América (Copa RN)
27/11/2007: ABC 1x2 Baraúnas (Copa RN)
02/03/2008: ABC 0x2 Alecrim (Estadual)
12/03/2008: ABC 2x3 ASSU (Estadual)
24/05/2008: ABC 0x1 Corinthians-SP (Série B)
05/08/2008: ABC 1x3 Santo André-SP (Série B)
23/09/2008: ABC 1x4 Fortaleza-CE (Série B)

Resumo

Duas vitórias: Potiguar de Mossoró (RN)
Duas vitórias: América (RN)
Duas vitórias: ASSU (RN)
Uma vitória: Potiguar de Parnamirim (RN)
Uma vitória: Flamengo (RJ)
Uma vitória: Nacional de Patos (PB)
Uma vitória: Baraúnas (RN)
Uma vitória: Alecrim (RN)
Uma vitória: Corinthians (SP)
Uma vitória: Santo André (SP)
Uma vitória: Fortaleza (CE)

OBS: Os jogos pela Copa RN de 2007, o ABC usou time misto, praticamente todo de reservas e juniores.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Equipe do ASSU já teve oito expulsões


EXCLUSIVO: A DISCIPLINA DO ESTADUAL

Mais uma vez trago dados do Campeonato Estadual de Futebol do Rio Grande do Norte. São dados nunca divulgados por quaisquer que seja órgãos de imprensa do nosso estado.

Nem mesmo, a Federação Norte-rio-grande dispõe de tal material. Posto um levantamento geral do quadro disciplina.

A equipe do ASSU, à esquerda, é mais indiciplinada da competição.


PRIMEIRO TURNO

O Primeiro Turno do Campeonato Estadual de 2009 foram distribuídos quase 400 cartões amarelos e mais de 30 vermelhos.

O ASSU foi quem mais foi punido com o cartão amarelo. 46 no total. Já o América foi o menos punido. 28 cartões apenas. Veja como ficou o quadro de cartões amarelos no Primeiro Turno:

46 cartões: ASSU
39 cartões: Baraúnas
39 cartões: Santa Cruz
38 cartões: Independente
35 cartões: Macau
34 cartões: Alecrim
33 cartões: ABC
30 cartões: Coríntians
30 cartões: Potiguar
29 cartões: Potyguar
28 cartões: América

Resumo

Total: 381
Jogos: 56
Média: 6,80

No quadro cartão vermelho, o Alecrim sofreu seis cartões, sendo o mais punido. Santa Cruz e Potyguar de Currais Novos foram os que menos viram o cartão vermelho. Um para cada clube. Veja como ficou o quadro de cartões vermelhos no Primeiro Turno:

06 cartões: Alecrim
05 cartões: Independente
03 cartões: Baraúnas
03 cartões: ASSU
03 cartões: Coríntians
03 cartões: América
02 cartões: Potiguar
02 cartões: ABC
02 cartões: Macau
01 cartão: Potyguar
01 cartão: Santa Cruz

Resumo

Total: 31
Jogos: 56
Média: 0,55

Os jogadores que foram expulsos

Nêgo do Alecrim, no jogo Alecrim 0x2 ASSU
Nêgo do Alecrim, no jogo Alecrim 0x1 Santa Cruz
Da Silva do Alecrim, no jogo Alecrim 0x2 ASSU
Eduardo do Alecrim, no jogo América 5x0 Alecrim
Chapinha do Alecrim, no jogo Alecrim 1x3 ABC
Everton do Alecrim, no jogo Independente 0x2 Alecrim
Sandro do Independente, no jogo Coríntians 2x1 Independente
Roney do Independente, no jogo Independente 1x2 Santa Cruz
Marcelo do Independente, jogo Independente 0x0 Baraúnas
Vado do Independente, no jogo ABC 1x0 Independente
Paulinho Andrade do Independente, no jogo ABC 1x0 Independente
Luciano Paraíba do ASSU, no jogo ASSU 1x0 Potyguar
Joassis do ASSU, no jogo Alecrim 0x2 ASSU
Ribamar do ASSU, no jogo Santa Cruz 0x1 ASSU
Everton do Baraúnas, no jogo Potyguar 2x2 Baraúnas
Heraldo do Baraúnas, no jogo Independente 0x0 Baraúnas
Robertinho do Baraúnas, no jogo Baraúnas 2x1 ABC
Adriano do Coríntians, no jogo ABC 4x0 Coríntians
Nino Paraíba do Coríntians, no jogo Potiguar 4x0 Coríntians
Júlio Palmeira do Coríntians, no jogo Coríntians 2x5 América
Marcão do América, no jogo Potiguar 3x2 América
Thiago Messias do América, no jogo América 1x2 Baraúnas
Fábio Neves do América, no jogo América 2x0 Independente
Paulão do Potiguar, no jogo Potiguar 3x2 América
Rumminingue do Potiguar, no jogo Santa Cruz 1x0 Potiguar
Gleidson do ABC, no jogo ABC 2x1 ASSU
Simão do ABC, no jogo ABC 2x1 Potyguar
Rafael Pernambuco do Macau, no jogo Macau 2x2 ASSU
Nino Potiguar do Macau, no jogo Macau 1x4 Potiguar
Alberto do Potyguar, no jogo Potiguar 2x2 Potyguar
Ívisson do Santa Cruz, no jogo Baraúnas 1x1 Santa Cruz

SEGUNDO TURNO

Nesse turno foram distribuídos quase 150 cartões amarelos. O Santa Cruz levou 34 cartões, sendo o mais punido. O ABC, o menos punido levou 15 amarelos. Confira o quadro:

34 cartões: Santa Cruz
31 cartões: ASSU
27 cartões: Potyguar
18 cartões: Baraúnas
17 cartões: América
15 cartões: ABC

Resumo

Total: 142
Jogos: 24
Média: 5,92

No tocante a expulsões nesse turno, o ASSU levou cinco cartões vermelhos. Baraúnas e Potyguar não tiveram jogadores expulsos. Veja o quadro:

05 cartões: ASSU
04 cartões: América
03 cartões: Santa Cruz
01 cartão: ABC
00 cartão: Baraúnas
00 cartão: Potyguar

Os jogadores que foram expulsos

Pantera do ASSU (Santa Cruz 0x3 ASSU)
Pantera do ASSU (ASSU 3x4 Santa Cruz)
Pedro do ASSU (América 1x2 ASSU)
Alysson do ASSU (América 1x2 ASSU)
Allan do ASSU (ASSU 3x4 Santa Cruz)
Diego do América, no jogo América 1x4 Potyguar
Dude do América, no jogo América 1x2 ASSU
Adalberto do América, nogo jogo América 1x2 ASSU
Lúcio Curió do América, no jogo América 1x2 ASSU
Rodrigo Almeida do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 0x2 América
Odair do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 3x0 Baraúnas
Ívisson do Santa Cruz, no jogo ASSU 3x4 Santa Cruz
Simão do ABC, no jogo ASSU 1x2 ABC

Resumo

Total: 13
Jogos: 24
Média: 0,54

OS DOIS TUNOS

Agora, apresento um histórico dos dois turnos do Estadual. O ASSU lidera com 77 cartões. O Santa Cruz vem em seguida com 73 advertências. Confira:

Cartões amarelos

77 cartões: ASSU
73 cartões: Santa Cruz
57 cartões: Baraúnas
56 cartões: Potyguar
48 cartões: ABC
45 cartões: América
38 cartões: Independente
35 cartões: Macau
34 cartões: Alecrim
30 cartões: Coríntians
30 cartões: Potiguar

Resumo

Cartões: 523
Jogos: 80
Média: 6,54

Já os cartões vermelhos foram mostrados para 40 jogadores das 11 equipes. O ASSU foi a equipe mais punida com o cartão vermelho. Foram oito no geral.

O Potyguar teve apenas uma expulsão. Veja quem teve mais atleta expulso:

08 cartões: ASSU
07 cartões: América
06 cartões: Alecrim
05 cartões: Independente
04 cartões: Santa Cruz
03 cartões: Baraúnas
03 cartões: Coríntians
03 cartões: ABC
02 cartões: Potiguar
02 cartões: Macau
01 cartão: Potyguar

Os jogadores que foram expulsos

Nêgo do Alecrim, no jogo Alecrim 0x2 ASSU
Nêgo do Alecrim, no jogo Alecrim 0x1 Santa Cruz
Da Silva do Alecrim, no jogo Alecrim 0x2 ASSU
Eduardo do Alecrim, no jogo América 5x0 Alecrim
Chapinha do Alecrim, no jogo Alecrim 1x3 ABC
Everton do Alecrim, no jogo Independente 0x2 Alecrim
Sandro do Independente, no jogo Coríntians 2x1 Independente
Roney do Independente, no jogo Independente 1x2 Santa Cruz
Marcelo do Independente, jogo Independente 0x0 Baraúnas
Vado do Independente, no jogo ABC 1x0 Independente
Paulinho Andrade do Independente, no jogo ABC 1x0 Independente
Luciano Paraíba do ASSU, no jogo ASSU 1x0 Potyguar
Pantera do ASSU (Santa Cruz 0x3 ASSU)
Pantera do ASSU (ASSU 3x4 Santa Cruz)
Joassis do ASSU, no jogo Alecrim 0x2 ASSU
Ribamar do ASSU, no jogo Santa Cruz 0x1 ASSU
Pedro do ASSU (América 1x2 ASSU)
Alysson do ASSU (América 1x2 ASSU)
Allan do ASSU (ASSU 3x4 Santa Cruz)
Everton do Baraúnas, no jogo Potyguar 2x2 Baraúnas
Heraldo do Baraúnas, no jogo Independente 0x0 Baraúnas
Robertinho do Baraúnas, no jogo Baraúnas 2x1 ABC
Adriano do Coríntians, no jogo ABC 4x0 Coríntians
Nino Paraíba do Coríntians, no jogo Potiguar 4x0 Coríntians
Júlio Palmeira do Coríntians, no jogo Coríntians 2x5 América
Marcão do América, no jogo Potiguar 3x2 América
Thiago Messias do América, no jogo América 1x2 Baraúnas
Fábio Neves do América, no jogo América 2x0 Independente
Diego do América, no jogo América 1x4 Potyguar
Dude do América, no jogo América 1x2 ASSU
Adalberto do América, nogo jogo América 1x2 ASSU
Lúcio Curió do América, no jogo América 1x2 ASSU
Paulão do Potiguar, no jogo Potiguar 3x2 América
Rumminingue do Potiguar, no jogo Santa Cruz 1x0 Potiguar
Gleidson do ABC, no jogo ABC 2x1 ASSU
Simão do ABC, no jogo ABC 2x1 Potyguar
Simão do ABC, no jogo ASSU 1x2 ABC
Rafael Pernambuco do Macau, no jogo Macau 2x2 ASSU
Nino Potiguar do Macau, no jogo Macau 1x4 Potiguar
Alberto do Potyguar, no jogo Potiguar 2x2 Potyguar
Ívisson do Santa Cruz, no jogo Baraúnas 1x1 Santa Cruz
Ívisson do Santa Cruz, no jogo ASSU 3x4 Santa Cruz
Rodrigo Almeida do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 0x2 América
Odair do Santa Cruz, no jogo Santa Cruz 3x0 Baraúnas

Resumo

Total: 44
Jogos: 80
Média: 0,55

Veja quem foi mais vezes expulso

Duas vezes: Nêgo (Alecrim)
Duas vezes: Pantera (ASSU)
Duas vezes: Ívisson (Santa Cruz)
Duas vezes: Simão (ABC)

quinta-feira, 9 de abril de 2009




WALLYSSON É O MAIOR ARTILHEIRO

Com o gol que marcou ontem no empate de 2 a 2 entre ABC e Atlético Paranaense, o atacante Wallysson aumentou a vantagem de maior artilheiro do Estádio Maria Lamas Farache.

Agora, o atacante macaibense alcança a marca de 24 gols. Sendo 23 com a camisa do ABC e um com a camisa do Atlético Paranaense.

Em seguida vem o atacante Ivan do ABC com 20 gols. Ivan continua no ABC e pode superar o “ídolo negro” ainda este ano. Veja quem são os maiores artilheiros do Frasqueirão:

24 gols: Wallysson (ABC/Atlético-PR)
20 gols: Ivan (ABC)
13 gols: Waldir Papel (ABC)
09 gols: Fábio Silva (ABC)

AS REDES DO FRASQUEIRÃO

Precisa ser feita uma manutenção com mais atenção. Três gols (Gaúcho, Sandro e Wallysson) que foram marcados numa das balizas do Estádio Frasqueirão, as bolas “furaram” a rede. Aliás, ela já estava furada.

Em 1985, quando o Baraúnas fez um amistoso com o Flamengo do Rio de Janeiro, um dos gols dos cariocas furou a rede. Não tenho certeza, mas parece que foi no gol de Zico que bateu muito forte.

O Flamengo venceu por 3 a 2. Os gols foram de Zico, Mozer e Bebeto para o Flamengo. Carlinhos Bacurau (2) para o Baraúnas. O Flamengo fez 2 a 0 e o Leão do Oeste chegou a empatar. Isso tudo no primeiro tempo. O público foi de 18.063 pagantes.

WALLYSSON PODE JOGAR

Simão e Ricardinho não puderam atuar pelo ABC contra o Atlético-PR, por causa de cláusulas contratuais impostas pelo Atlético Paranaense. Os dois atletas estão emprestados ao ABC.

Porém, Wallysson pode atuar. O atacante pertenceu ao Alvinegro. O time potiguar ainda tem 10% do passe do atleta, caso ele seja negociado com um clube do exterior.

A CBF era para proibir esse tipo de contrato. Está no ABC, no Baraúnas, no Potyguar, seja aonde for, estando em condições burocráticas é pra atuar.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Os Árbitros que apitaram no Estadual até agora

 
Os 80 jogos do Campeonato Estadual deste ano foram arbitrados por 17 árbitros.

Os 17 profissionais do apito apitaram pelo menos um jogo do Primeiro Turno. Desses, apenas 12 trabalharam no Segundo Turno. Veja mais detalhes:

Os árbitros que apitaram no 1º Turno

O angolano Paulo Jorge apitou sete partidas desse turno. Entre elas, o clássico ABC x América e a Final entre ASSU x Santa Cruz. Confira a relação:

07 jogos: Paulo Jorge Rodrigues Brandão Figueira
05 jogos: Lenílson de Lima
05 jogos: João Alberto Gomes Duarte
04 jogos: Antônio Márcio da Silva Rosário
04 jogos: Ítalo Medeiros de Azevedo
04 jogos: Flávio Roberto Sales de Lima
04 jogos: Suelson Diógenes de França Medeiros
04 jogos: Reginaldo Gomes da Silva
04 jogos: Adonai Nagib Carvalho de França
04 jogos: Leandro Saraiva Dantas de Oliveira
02 jogos: Antônio Rivelino Nogueira da Silva
02 jogos: João Batista Bezerra de Oliveira
02 jogos: Emanuel Eduardo Marinho
02 jogos: Antônio Carlos da Costa
01 jogo: José Valdo Caetano
01 jogo: Francisco Jucier Gomes
01 jogo: Andrielly Elkeitt de Oliveira

Os árbitros que apitaram no 2º Turno

As 24 partidas do Segundo Turno teve 12 árbitros apitando. Paulo Jorge, Ítalo Medeiros, Reginaldo Gomes, Lenílson de Lima e Suélson Diógenes apitaram três jogos cada um. É só conferir a lista:

03 jogos: Paulo Jorge Rodrigues Brandão Figueira
03 jogos: Ítalo Medeiros de Azevedo
03 jogos: Reginaldo Gomes da Silva
03 jogos: Lenílson de Lima
03 jogos: Suelson Diógenes de França Medeiros
02 jogos: Antônio Márcio da Silva Rosário
02 jogos: Leandro Saraiva Dantas de Oliveira
01 jogo: João Alberto Gomes Duarte
01 jogo: Adonai Nagib Carvalho de França
01 jogo: Flávio Roberto Sales de Lima
01 jogo: José Valdo Caetano
01 jogo: Emanuel Eduardo Marinho

Os árbitros que apitaram nos dois Turnos

Na lista geral, Paulo Jorge segue liderando com10 atuações. O bom árbitro Lenilson de Lima, macaibense, que não faz nem parte do quadro nacional, vem em seguida com oito participações como mediador central.

Lenílson é do quadro básico da comissão norte-rio-grandense de arbitragem. Acompanhe o número de jogos que cada um apitou no Estadual 2009:

10 jogos: Paulo Jorge Rodrigues Brandão Figueira
08 jogos: Lenílson de Lima
07 jogos: Ítalo Medeiros de Azevedo
07 jogos: Suelson Diógenes de França Medeiros
07 jogos: Reginaldo Gomes da Silva
06 jogos: João Alberto Gomes Duarte
06 jogos: Antônio Márcio da Silva Rosário
06 jogos: Leandro Saraiva Dantas de Oliveira
05 jogos: Flávio Roberto Sales de Lima
05 jogos: Adonai Nagib Carvalho de França
03 jogos: Emanuel Eduardo Marinho
02 jogos: Antônio Rivelino Nogueira da Silva
02 jogos: João Batista Bezerra de Oliveira
02 jogos: Antônio Carlos da Costa
02 jogos: José Valdo Caetano
01 jogo: Francisco Jucier Gomes
01 jogo: Andrielly Elkeitt de Oliveira